Grupo Editorial Global

Criada em 16 de outubro de 1973, a Global Editora se destaca no mercado editorial por seu propósito de divulgar temas e autores nacionais que valorizam a formação cultural do brasileiro.

Nos primeiros anos de sua existência, como contribuição à luta de resistência democrática contra o regime militar, a Global concentrou sua produção em obras referentes à conjuntura política e socioeconômica, destacando-se na publicação de pensadores como Marx e Engels e também de títulos polêmicos de autores ligados à esquerda brasileira: Lamarca, o capitão da guerrilha, de Emiliano José e Oldack Miranda, Os carbonários – memórias da guerrilha perdida, de Alfredo Sirkis e Dossiê Herzog, de Fernando Pacheco Jordão, entre outros.

Com mais de 4 décadas de atuação, diversificou sua atuação no mercado editorial e criou três respeitados selos, com publicações destinadas ao mais variado público leitor. Hoje, denominado Grupo Editorial Global, agrega a Global Editora, com obras dos mais renomados autores nacionais, a Gaudí Editorial, voltada às crianças em seus primeiros anos de vida, a Editora Gaia, que alimenta o leitor no sentido de viver em perfeita harmonia com ele mesmo e com o universo e a Nova Aguilar, que apresenta com um forte catálogo de obras completas dos mais célebres autores nacionais e internacionais.

Além dos projetos editoriais, o Grupo Editorial Global desenvolve outros materiais ligados à Educação de Jovens e Adultos (EJA), à aceleração de alfabetização e à capacitação de profissionais para trabalhar e formar bibliotecas. Nessa empreitada, a editora tem como parceiros o Instituto Ayrton Senna, a Ação Educativa, o Instituto de Pesquisas, Estudos, Cultura e Educação (IPECE) e a Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência (SBPC) através do Instituto Ciência Hoje. Os números resultantes desse trabalho são gratificantes: capacitação de mais de 40 mil profissionais de ensino continuado nas áreas de bibliotecas públicas e escolares, e colaboração na alfabetização de mais de 1,5 milhão de jovens e adultos em, aproximadamente, 3.300 municípios brasileiros.

Assista ao documentário sobre a criação do Grupo:

Global Editora

O conhecimento da Literatura é um dos caminhos para a compreensão da identidade brasileira e sua formação sociocultural. Com o objetivo de incentivar a leitura das obras dos nossos mais renomados autores da literatura brasileira, a Global tornou-se uma casa de letras nacionais.

Com muito orgulho, reúne em seu catálogo nomes como os de Cecília Meireles, Manuel Bandeira, Orígenes Lessa, Cora Coralina, Marina Colasanti, Ana Maria Machado, Bartolomeu Campos Queirós, Câmara Cascudo, Darcy Ribeiro, Gilberto Freyre, Ignácio de Loyola Brandão, Marcos Rey, Mario Quintana, João Carlos Marinho, Mary e Eliardo França, Sérgio Vaz, entre outros, contemplando o público adulto, juvenil e infantil. Ciente da importância da literatura na formação do indivíduo, a Global procura tornar acessíveis as obras consagradas em nossa literatura a fim de construir conhecimento e desenvolver uma postura ética e estética nos leitores, permitindo-lhes crítica e análise da realidade que os circunda, além de prazer estético.

Vários prêmios, em todos esses anos, foram conquistados. Prêmios que, com certeza, foram divididos com os autores e os leitores do Grupo Editorial Global. Todos esses prêmios consagram o trabalho desse Grupo. No entanto, há uma vitória maior, a de que o Grupo Editorial Global faz história no mercado editorial brasileiro.

Editora Gaia

Apresenta temas que permeiam o desenvolvimento humano e sua relação com o universo, abrangendo as questões ambientais de ordem mundial com o objetivo de alcançar o equilíbrio entre o homem e a natureza, harmonizando corpo, mente e espírito. Divulgar e celebrar, portanto, a “visão de Gaia”, teoria da Terra como um ser vivo, fundamentada no trabalho pioneiro dos cientistas James Lovelock e Lynn Margulis, é a proposta desse selo frente ao mercado editorial.

Gaudí Editorial

 A Gaudí Editorial apresenta em seu catálogo obras que propiciam aos pequenos aprenderem brincando. Percebendo a importância da leitura na formação do indivíduo, em especial das crianças, o selo é voltado para a educação desse público. Confeccionados de plástico ou de pano, os livros são cartonados e dobráveis. Com quebra-cabeças, sons, aromas e uma profusão de cores, formatos e texturas diferentes, o conteúdo estimula o lúdico e a capacidade criativa da criança, além de apurar os sentidos da visão, tato, olfato e audição. Vale ressaltar que, ao aprender brincando, as crianças intensificam seu desenvolvendo linguístico, cognitivo, afetivo e psicomotor, imprescindíveis na primeira infância.